Manutenção Automotiva

Qual a importância da manutenção preventiva em automóveis?

Como qualquer máquina, o automóvel requer manutenção para funcionar corretamente, podendo ser preventiva ou corretiva. Basicamente, podemos associar a manutenção preventiva como um check-up periódico do veículo e a

Diferenças entre defeito e falha

Os conceitos de defeito e falha podem parecer o mesmo, mas há diferenças entre ambos, que nos fazem entender melhor a diferença entre manutenção preventiva e manutenção corretiva.

Defeito: Um exemplo de defeito é um rolamento de roda com ruído. Apesar do mesmo ser projetado para funcionar sem o ruído, tal defeito não comprometerá o funcionamento do veículo. A imagem ao lado nos mostra outro exemplo: o pneu atingiu o indicador de desgaste. Não impedirá do veículo continuar rodando, porém o uso neste estado poderá gerar uma falha, como a perda de aderência necessária em uma curva ou frenagem.

Falha: Utilizando o exemplo do rolamento, o ruído pode ser um sinal de que a lubrificação do rolamento já está comprometida. O uso corrente pode ocasionar aquecimento excessivo, podendo gerar o travamento da roda e, por consequência, a perda do controle do veículo, acarretando em acidentes de maiores proporções. Neste caso, o defeito evoluiu para uma falha.

Relação entre defeito, falha e manutenção

Todo componente possui uma probabilidade de falha ao longo de sua vida. Na área da manutenção, tal probabilidade é estudada por meio de um gráfico conhecido como curva da banheira.

Fase 1: Representa o início de operação de um veículo novo. A probabilidade de falhas é alta pois muitas vezes existem problemas na montagem do veículo, na qualidade de alguns componentes ou até ajuste entre os mesmos. Nesta fase concentram-se os recalls. Fase 2: Depois de um tempo de uso, as falhas são menos prováveis por conta dos componentes já estarem ajustados. Fase 3: Após um determinado ciclo, virá a Fase 3, onde a probabilidade de falhas aumenta devido ao desgaste dos componentes. Aqui é onde entra a importância da manutenção preventiva, a qual prolonga a Fase 2.

A importância da manutenção preventiva em seu automóvel

Conforme explicado, todos os componentes do veículo possuem um ciclo de probabilidade de falhas. A manutenção preventiva visa eliminar as falhas da Fase 3, trocando ou ajustando os componentes do veículo durante a Fase 2, provendo assim um controle mais eficiente dos reparos e/ou ajustes necessários em uma manutenção.

Já a manutenção corretiva é executada somente na Fase 3, quando ocorreu a falha, significando a manutenção quando o veículo não possui condições de estar em funcionamento. Portanto, a manutenção preventiva nada mais é do que uma manutenção feita com o veículo em funcionamento mesmo apresentando defeito, controlando o desgaste dos componentes do veículo já previsto em projeto.

Por que devemos priorizar a manutenção preventiva?

A manutenção automotiva é de extrema importância para que o seu veículo esteja sempre em boas condições, sejam elas de conforto, desempenho ou, o mais importante, de segurança. Outro ponto importante é diminuir as despesas com o veículo devido às trocas de peças serem feitas de maneira programada, diminuindo o custo de manutenção em média 30% menos que a corretiva, além de garantir ao proprietário uma flexibilidade do seu tempo sem o veículo.

#manutençãoautomotiva

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Facebook ícone social